Liberdade para todos os presos políticos!

Compartilhar:

No dia 15 de outubro, após mais uma mobilização em apoio à luta dos profissionais da educação que reuniu milhares de pessoas no Centro do Rio, centenas de manifestantes foram presos de forma arbitrária e ilegal.

No final do ato, muitos manifestantes foram atingidos por bombas de gás lacrimogêneo, em mais uma ação violenta, abusiva e desproporcional por parte da polícia. Dezenas de pessoas que estavam nas escadarias da Câmara Municipal foram cercadas pela PM. Todos foram detidos sem qualquer justificativa razoável.

Segundo advogados que acompanharam a manifestação, mais de duzentas pessoas, entre elas muitos adolescentes, foram conduzidas para oito delegacias diferentes – dificultando a defesa e o contato com os detidos, sem que houvesse justificativa legal para as detenções em massa.

As prisões do dia 15/10 foram tão flagrantemente ilegais e arbitrárias que até o Ministério Público, instituição responsável pela acusação, se manifestou contra as prisões ilegais e pela libertação dos presos, ao invés de oferecer denúncia.

Segundo advogados do DDH (Instituto de Defensores de Direitos Humanos), que atuam bravamente na defesa de grande parte dos detidos, até hoje, mais de uma semana após as prisões ilegais, seis (6) adultos (uma mulher e cinco homens) continuam presos em Bangu; um adolescente também continua apreendido no Degase. Nenhum deles têm previsão de soltura.

Diante de flagrante arbitrariedade, o vereador Renato Cinco (PSOL) decidiu obstruir todas as sessões legislativas da Câmara do Rio até que os presos políticos sejam libertados.

Clique aqui para acessar o abaixo-assinado pela liberdade de todos os presos políticos.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *