CPI do ônibus é aprovada na Câmara Municipal

Compartilhar:

A população pressionou e a Câmara dos vereadores do Rio aprovou o pedido de CPI dos ônibus, proposta pelo vereador Eliomar Coelho (PSOL). A mesa diretora da casa tem dois dias para apreciar o documento e mais cinco para compor a Comissão Parlamentar de Inquérito, ou seja, na prática, os trabalhos da CPI só começarão em agosto. Estamos de olho.

Após uma reunião de urgência entre os vereadores da base governista, convocada pelo presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB), na última terça-feira (25), o documento que pede a instalação da CPI dos ônibus teve 27 apoiamentos; dez a mais do que o necessário para a abertura da mesma.

A Comissão Parlamentar de Inquérito pretende abrir a caixa preta das empresas de ônibus do Rio de Janeiro. Logo após o vereador Eliomar Coelho (PSOL) dar entrada no pedido, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou uma auditoria nas contas das empresas de ônibus. Uma medida tardia do governo, que há cinco anos beneficia os empresários de ônibus.

Em 2010 a prefeitura do Rio fez uma licitação para a concessão dos serviços de transporte rodoviário na cidade. A licitação foi objeto de investigação pelo TCM, que apontou indícios de cartel na negociação. O endereço oficial dos quatro consórcios, conforme respectivos Cadastros Nacionais da Pessoa Jurídica (CNPJs), no momento da licitação, era o mesmo: RUA DA ASSEMBLÉIA, nº 10 – sala 3911 – parte – Centro – CEP 20.011-901; os CNPJs dos quatro consórcios foram abertos no mesmo dia: 31/08/2010 e diversas empresas possuem diretores/procuradores em comum.

O mandato do vereador Renato Cinco (PSOL) foi um dos primeiros a assinar o requerimento da CPI e lutará para que a Comissão Parlamentar de Inquérito obtenha êxito na investigação.

Reforçamos que somente a população mobilizada é capaz de garantir uma sociedade mais justa e igualitária.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *