Adeus, Cunha!

Compartilhar:

Nesta terça-feira (13), em discurso no plenário da Câmara Municipal, o vereador Renato Cinco comemorou a cassação do mandato de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).


Cinco cobrou de Cunha as promessas de contar os podres de Brasília e comentou sobre a gravidade da crise política. “Não se trata apenas de um indivíduo corrupto. Nós temos um sistema podre, que precisa ser radicalmente modificado,” declarou. Veja o vídeo:

 

Compartilhar:

Freixo no Debate da RedeTV!

Compartilhar:

Depois da maioria do Supremo Tribunal Federal decidir que os candidatos bem colocados nas pesquisas e convidados pelas emissoras podem participar dos debates de TV, chegou a vez de Marcelo Freixo mostrar suas propostas na telinha.

Com apenas 11 segundos de propaganda eleitoral gratuita, o candidato do PSOL optou por convidar o telespectador a “ir para a internet” e intensificou a campanha nas ruas e nas redes.

O debate na Rede TV será uma excelente oportunidade para a exposição de ideias e propostas, além do debate direto com os que se escondem atrás de propagandas enganosas.

De fora do primeiro debate, Freixo foi para a praça pública, onde reuniu mais de cinco mil pessoas e, com a ajuda de um telão, participou ao vivo do debate (confira aqui como foi), mesmo tendo sido barrado por outros candidatos.

“Não participar dos debates é uma injustiça. Em nenhum lugar do mundo o candidato em segundo lugar nas pesquisas fica de fora dos debates. Ainda assim fomos para a praça pública e conseguimos realizar um fato: mais gente participou do nosso ato na Cinelândia do que assistiu ao debate pela TV”, disse.

O candidato do PSOL, Marcelo Freixo, estará no debate promovido pela Rede TV, nesta sexta-feira (09), a partir das 22h15. O encontro tem como parceiros a revista Veja, o portal UOL e a rede social Facebook.

O evento será transmitido no comitê de campanha de Renato Cinco. A partir das 21h. CONFIRME SUA PRESENÇA NO EVENTO DO FACEBOOK AQUI

Compartilhar:

Apologia ou liberdade de expressão?

Compartilhar:

A última sexta-feira poderia ter sido mais um dia comum de campanha. Infelizmente, não foi. Chegou até nós, através dos jornais, a notícia de que a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) solicitou à Promotoria Eleitoral do Rio uma investigação sobre a nossa campanha. Segundo o PRE, o uso da folha da maconha nos materiais impressos e virtuais pode configurar apologia ao crime, já que o consumo dessa droga é ilícito no país.

Em 2009, Renato Cinco foi um dos subscritores da Representação, dirigida à Procuradoria-Geral da República (chefia do MPF), que deu origem à Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) nº 187. Nesta ação, por decisão unânime, em junho de 2011, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a legalidade das manifestações públicas, inclusive da Marcha da Maconha, em defesa da legalização das drogas. Confira a ação clicando aqui.

Pela decisão, o artigo 287 do Código Penal, que trata de apologia, deve ser interpretado de forma a não impedir manifestações públicas em defesa da legalização das drogas.

O debate acerca da legalização e da descriminalização das drogas não pode ser confundido, de forma alguma, com apologia! Entendemos as eleições como um momento de diálogo com a sociedade, em que temas relevantes devem ser discutidos. A nossa perspectiva sobre a legalização vai muito além da defesa das liberdades individuais e do direito de cada um fazer o que quiser com o próprio corpo. É pautada, principalmente, na denúncia de que a guerra às drogas é, na verdade, uma guerra aos pobres, um extermínio da população jovem, negra e periférica.

Ainda não recebemos nenhuma notificação oficial sobre o pedido de investigação. De toda forma, seguiremos na luta pela legalização e pelo fim da guerra aos pobres. Outra política de drogas é possível!

Assista aqui ao último “Na Roda com Cinco”, que aconteceu no domingo passado (28) e abordou essa questão.

Leia aqui o release divulgado pelo PRE.

Compartilhar:

Cinco na TV

Compartilhar:

Por ser um partido ainda pequeno e que faz alianças programáticas, o PSOL nunca teve muito tempo de TV. Como tudo que é ruim sempre pode piorar, a mini reforma eleitoral promovida por Eduardo Cunha reduziu ainda mais esse tempo.

Como tem dito Marcelo Freixo, somos mais rápidos que o Bolt! As pequenas aparições de Renato Cinco, de pouco mais de 4 segundos, começaram a ir ao ar nesse final de semana. Passou muito rápido e não conseguiu assistir? Veja aqui!

Compartilhar:

Contra a privatização da CEDAE

Compartilhar:

privatizacao-da-cedae-sera-discutida-em-setembroO PMDB planeja mais um ataque ao patrimônio do povo do Rio de Janeiro. Com o pretexto de combater a crise financeira, o atual governo planeja privatizar o serviço de distribuição de água e tratamento do esgoto, que atualmente é de atribuição da CEDAE.

Em discurso no plenário da Câmara Municipal, o vereador Renato Cinco comentou sobre os mitos do discurso privatista e lembrou que as concessionárias apenas arcam com a manutenção. Os gastos substanciais para ampliação da rede e outras questões estruturais continuam sendo financiados pelo poder público.

“Quando se privatiza o saneamento e o abastecimento, quem sai ganhando não é a população. Quem sai ganhando é quem compra essas empresas, quem conquista as concessões. Porque, a partir do momento que se apropriam desse patrimônio público, usam o mesmo para fazer o que é da natureza das empresas privadas, que é obter lucro”, explicou Cinco.

Veja a íntegra do discurso:

Cinco também citou as experiências de privatização do serviço de água e esgoto em cidades como Buenos Aires e Paris, que adotaram esse modelo nos 80/90 e agora, na última década, estão voltando atrás, com a reestatização.

No final de 2015, nosso mandado realizou o “Seminário Internacional sobre o Colapso Hídrico”. Uma das mesas debateu sobre a reestatização da água. A mesa foi formada por Alexandre Araújo (físico do clima e professor da Universidade Estadual do Ceará); Esteban Castro (professor da Newcastle University, Reino Unido); Emanuele Lobina (professor da University of Greenwich, Reino Unido); Martin Pigeon (pesquisador da Corporate Europe Observatory e organizador do livro “Remunicipalización: El retorno del agua a manos públicas”); e Ary Girota (funcionário da CEDAE e delegado sindical do STIPDAENIT).

Compartilhar:

Uma noite histórica: Freixo debate na Cinelândia

Compartilhar:

Uma noite histórica na Cinelândia!

Mais de cinco mil pessoas lotaram a praça da Cinelândia na última quinta-feira (25) para assistir Marcelo Freixo, que acabou ficando de fora do primeiro debate de tv (na bandeirantes) entre os prefeitáveis do Rio de Janeiro. Além da praça pública lotada, mais de 300 mil pessoas assistiram às diversas transmissões feitas pela internet das respostas que o candidato do PSOL fazia a cada pergunta realizada no debate da band. Freixo respondeu sobre segurança pública, educação e outros temas sem fugir de tabus e a cada resposta era ovacionado pela multidão efusiva na cinelândia.

Assista abaixo como foi:

ENTENDA O CASO:

O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 5 (cinco) votos a 3 (três), que os candidatos bem colocados nas pesquisas eleitorais poderão estar presentes nos debates nas TVs, desde que sejam convidados pelas emissoras.

Apesar de Marcelo Freixo estar como segundo colocado na disputa para a prefeitura do Rio, a mini reforma política, promovida por Eduardo Cunha (PMDB), impedia os partidos com menos de dez deputados federais de participarem destes programas.

A situação poderia ser revertida se dois terços dos candidatos com presença garantida concordassem com a participação de Marcelo Freixo. Entretanto, Pedro Paulo (PMDB), Flávio Bolsonaro (PP) e Índio da Costa (PSC) vetaram a sua presença. Como a decisão do STF aconteceu após o debate promovido pela TV Bandeirantes, no último dia 25, Marcelo ficou de fora deste primeiro embate.

Como se vê acima, o tiro saiu pela culatra, pois Freixo promoveu um debate em praça pública, transmitido ao vivo pela internet, que reuniu mais de cinco mil pessoas na Cinelândia. O vídeo exibido teve mais de 300 mil visualizações e ainda rendeu repercussão nos noticiários do dia seguinte.

O próximo debate televisivo será promovido pela Rede TV, na sexta-feira (02), a partir das 22h15.

 

Compartilhar:

Começou: nosso bloco está nas ruas!

Compartilhar:
13925263_1096102563802812_3265294882655676663_n
Somente quem constrói política com desejo real de mudança é capaz de levar às ruas muita gente disposta a construir outra história para a cidade.
Na manhã desta terça, 16, ocupamos o calçadão de Campo Grande e à noite colorimos a Cinelândia com Marcelo Freixo e Luciana Boiteux (nossa candidata à vice) para dizer que não aceitaremos ataques e retrocessos.
Nas palavras do nosso candidato a prefeito, “enchemos as ruas assim como cresce a lua” e anunciamos a urgência de construir um projeto coletivo e alternativo para o Rio. O convite está feito: vem com a gente lutar por socialismo e liberdade.
Serão 45 dias de Campanha e uma certeza: a nossa vitória não será por acidente, será fruto da organização de quem está indignado com uma cidade cara, excludente, onde o lucro das empresas está acima da vida. É por isso que iniciamos nossa caminhada em busca da reeleição de Renato Cinco, para manter um mandato coletivo que continue sendo um instrumento a serviço de todas as lutas pela dignidade humana, como fizemos nesses quatro anos.
Outra cidade é possível!
Basta de guerra aos pobres!
#RenatoCinco50555  #Freixo50

Confira abaixo um pouco das atividades em Campo Grande e na Cinelândia:

Compartilhar:

Fora Temer 2

Compartilhar:

O jornal “El País” publicou uma matéria sobre as duas manifestações – em Copacabana e na Tijuca -, que aconteceram na última sexta-feira (05), dia da abertura oficial dos Jogos Olímpicos. No texto, dão destaque para a participação de Renato Cinco. Leia o texto:

[http://brasil.elpais.com/brasil/2016/08/06/politica/1470434771_044818.html]

 

Compartilhar: