Por outra política de drogas

Compartilhar:

A “guerra às drogas” tem servido de pretexto para criminalizar a pobreza e militarizar a vida, especialmente nas periferias e favelas. Além disso, a proibição alimenta uma dinâmica de violência e corrupção muito pior do que os efeitos das drogas ilícitas.

Defendemos a imediata legalização da maconha, com a regulamentação do cultivo caseiro e do uso medicinal. Precisamos de outra política de drogas, em que o respeito aos direitos humanos e o diálogo com a população estejam em primeiro lugar.

A cidade do Rio precisa se preocupar em efetivar uma politica de atenção em saúde para os usuários de drogas, que esteja comprometida com a lógica da redução de danos. Isso significa que a abstinência não é uma condição para o início do tratamento e que as metas vão ser estabelecidas conjuntamente entre os usuários e os profissionais em saúde.

Assista abaixo ao nosso programa:

 

 

Compartilhar: