A espada do Ministro da Justiça e a maconha

Compartilhar:

Viralizou nas redes sociais um vídeo onde o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, aparece cortando pés de maconha em uma plantação no Paraguai.

A visita do ministro à cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero faz parte da operação “Nova Aliança 13”, feita em parceria pela Polícia Federal brasileira e forças de segurança do Paraguai.

Em discurso no plenário da Câmara Municipal, o vereador Renato Cinco comentou sobre a cena grotesca de Alexandre de Moraes destruindo uma plantação de maconha, em uma tentativa pífia de apresentar uma suposta vitória da guerra às drogas.

“O Ministro produzir essas imagens para sinalizar que ele vai investir duramente na repressão ao tráfico de drogas é a contramão do que a sociedade vem debatendo no Brasil e no mundo. A proibição das drogas não funciona em nenhum lugar no mundo e não é por falta de investimento,” afirmou.

Veja a íntegra do discurso:

Cinco também lamentou a declaração de Alexandre de Moraes, defendendo a prisão de quem realizar manifestação política dentro das arenas olímpicas.

“A Constituição não proíbe manifestações políticas em arenas esportivas. Nenhuma lei, nenhum contrato pode restringir a liberdade de expressão além do que a Constituição restringe,” declarou Cinco.

No início desta semana o juiz federal João Augusto Carneiro deferiu uma liminar liberando “manifestações pacíficas de cunho político” durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Compartilhar:

Primeiramente, fora Temer!

Compartilhar:

O governo ilegítimo e golpista de Michel Temer segue aplicando um programa político-econômico que não seria escolhido pelo voto popular.

Em discurso no plenário da Câmara Municipal, o vereador Renato Cinco criticou as propostas de Temer, que atacam duramente os direitos dos trabalhadores, como o aumento da idade mínima da aposentadoria para 70 anos e a possibilidade de formalização de contratos de trabalho que não respeitem as regras da CLT.  Continuar lendo Primeiramente, fora Temer!

Compartilhar:

Contra a cultura do estupro

Compartilhar:

A cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no Brasil. Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública dão conta de que, todos os anos, cerca de 50 mil pessoas são estupradas. Pior: este número está longe de refletir a realidade, por causa da subnotificação.

As estatísticas da violência contra a mulher, seja ela física ou psicológica, são alarmantes. Diante disto, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara do Rio promoveu, na última quinta-feira (30), a audiência pública “A cultura do estupro e a violência contra a mulher”. A mesa – composta majoritariamente por mulheres – tinha como objetivo discutir e propor medidas concretas no combate ao machismo. Continuar lendo Contra a cultura do estupro

Compartilhar:

Não existe escola neutra!

Compartilhar:

A Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal promoveu, na manhã da última terça-feira (28), uma Audiência Pública para debater o Plano Municipal de Educação (PME) que tramita na Casa.

O debate contou com a participação de representantes das Comissões de Educação e Direitos Humanos, do Ministério Público, da Secretaria de Educação e do Sinpro. As galerias da Câmara ficaram lotadas.  Continuar lendo Não existe escola neutra!

Compartilhar:

Brasil é o país com o maior número de ambientalistas assassinados

Compartilhar:

Relatório divulgado pela Organização Não Governamental (ONG) Global Witness, na última segunda-feira (20), expõe números preocupantes.  O levantamento demonstra que o Brasil é o país mais perigoso para os que lutam em defesa do meio ambiente e de seus territórios: dos 185 assassinatos registrados em todo o mundo durante o ano passado, 50 ocorreram em terras brasileiras.

O caso de Raimundo Santos Rodrigues, de 57 anos, foi um dos que teve grande repercussão. Ele integrava o grupo de proteção da Reserva Biológica do Gurupi, no Maranhão, e foi assassinado em agosto de 2015, em uma emboscada.  Continuar lendo Brasil é o país com o maior número de ambientalistas assassinados

Compartilhar:

Polícia mexicana mata professores e estudantes

Compartilhar:

No último domingo (19), uma manifestação terminou em massacre em Oaxaca, no México. O ato convocado pela Coordenadoria Nacional de Trabalhadores da Educação (CNTE) – sindicato de professores – reuniu centenas de manifestantes em defesa da educação e foi duramente reprimido pela polícia.

Além de 6 ativistas assassinados, mais de 50 pessoas ficaram feridas e pouco mais de 20 detidas. Tal manifestação faz parte de um processo de luta iniciado em 2013, quando o governo mexicano impôs um reforma educacional, que tem garantido redução dos direitos trabalhistas. Continuar lendo Polícia mexicana mata professores e estudantes

Compartilhar:

Prefeitura do Rio corta pensões e salário família de servidores

Compartilhar:

Em discurso no plenário da Câmara Municipal, o vereador Renato Cinco fez a leitura de uma carta de servidores municipais do Rio de Janeiro, repudiando os cortes no salário família e nas pensões do funcionalismo da cidade. Vale destacar que alguns cortes nas pensões chegam a 90% do valor que era recebido.

Na carta, os servidores também demandam uma audiência com o prefeito Eduardo Paes, para debater sobre os cortes. Continuar lendo Prefeitura do Rio corta pensões e salário família de servidores

Compartilhar:

O PMDB é responsável pela calamidade pública do Rio

Compartilhar:

O decreto do governador Francisco Dornelles, que colocou o Rio em estado de calamidade pública, é mais uma ação nefasta do PMDB. O próprio texto do decreto deixa claro que não se busca atender a necessidades básicas da população, já que o objetivo do mesmo é garantir o aparato de segurança para a realização dos jogos olímpicos.

Em entrevista recente, o governador Dornelles declarou que o repasse de verbas feito pelo governo federal para atender a “calamidade” não será utilizado para o pagar o salário de servidores. No mês de junho, além do já tradicional atraso no pagamento, os trabalhadores do governo estadual estão recebendo de forma parcelada.  Continuar lendo O PMDB é responsável pela calamidade pública do Rio

Compartilhar:

Orçamento sem transparência

Compartilhar:

Na tarde da última terça-feira (21), a Câmara Municipal votou e aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2017. Por conta das limitações impostas aos vereadores para criticar e alterar as propostas da prefeitura, Renato Cinco votou contra o projeto.

Durante a votação, Cinco lamentou a rejeição de emendas que cobravam mais transparência na utilização de recursos públicos. “Nosso mandato elabora emendas ao orçamento não para fazer a velha política paroquial, mas porque nós preferimos defender os ideais de uma administração pública mais transparente, mais justa”, declarou.  Continuar lendo Orçamento sem transparência

Compartilhar:

Méier Presente ataca manifestação de estudantes

Compartilhar:

Um ato de três colégios estaduais por melhores condições de ensino foi duramente reprimido por policiais da “Operação Méier Presente”, na última quarta-feira (15).

Em discurso no plenário, Renato Cinco apresentou um vídeo com imagens das agressões e condenou a atitude dos agentes policiais. Cinco também questionou a criação de forças de segurança financiadas por comerciantes, como é a “Operação Méier Presente”.

Continuar lendo Méier Presente ataca manifestação de estudantes

Compartilhar: