Direitos trabalhistas e sociais

Compartilhar:

O pacote de maldades que o governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) apresentou é enorme. Com o pretexto de realizar o ajuste fiscal, querem impor uma nova reforma da previdência, aumentando a idade mínima de aposentadoria para 65 anos, independente do tempo de contribuição.

Outra ameaça é a mudança na legislação trabalhista, permitindo a existência de contratos de trabalho que não respeitem as regras da CLT. A proposta de Temer prevê a possibilidade de negociação das férias e até do 13º salário.

Servidores municipais em luta

Infelizmente, não são apenas os trabalhadores da iniciativa privada que estão sofrendo com a deterioração das condições de trabalho. A atual gestão da prefeitura do Rio de Janeiro adota uma política de linha dura na relação com os servidores municipais.

Um exemplo desta situação foi a votação do Plano de Cargos e Salários dos profissionais de educação. O Plano, que não atendia às demandas dos educadores, foi votado com a Câmara Municipal cercada e com muita bomba de gás atirada na direção dos servidores, que protestavam nas ruas do Centro do Rio.
Na greve dos garis, a prefeitura adotou uma postura de indiferença às reivindicações da categoria. Até hoje são registrados casos de demissões e assédio contra os profissionais que participaram da greve.

Compartilhar: