Biografia

[vc_row row_type=”row” use_row_as_full_screen_section=”no” type=”full_width” angled_section=”no” text_align=”left” background_image_as_pattern=”without_pattern” css_animation=””][vc_column][vc_column_text]DSC_5485Renato “Cinco” Athayde Silva (Rio de Janeiro, 25 de maio de 1974), é sociólogo e conhecido ativista pela legalização das drogas e pela denúncia da “guerra aos pobres”. Militante ecossocialista e libertário, participou dos principais movimentos populares dos últimos 20 anos:  passe livre e meia entrada para estudantes, o “Fora Collor”, as campanhas contra a privatização da VALE e contra a ALCA, as recentes mobilizações por educação e saúde públicas e contra a Reforma do Código Florestal. Foi importante ativista no Colégio Pedro II e depois na UFRJ, onde se formou em Ciências Sociais. Cinco participa da organização da Marcha da Maconha desde 2005 e milita no Movimento pela Legalização da Maconha. Em 21 de abril de 2008, foi preso junto com outros militantes antiproibicionistas quando distribuíam panfletos sobre a Marcha, acusado de “apologia de fato criminoso”. Entretanto, a justiça determinou o arquivamento do processo, por entender que a crítica dirigida à legislação penal e a defesa da sua modificação estavam amparadas pelo direito de liberdade de expressão.

Em 2009, Renato Cinco foi um dos subscritores da Representação dirigida à Procuradoria-Geral da República que deu origem à ADPF 187. Nesta ação, por decisão unânime , o STF reconheceu a legalidade das manifestações públicas em defesa da legalização das drogas. Cinco também é conhecido pela sua militância pelos direitos humanos, participando da construção de fóruns e de debates sobre o tema. Na luta pelo direito à cidade, Cinco contribuiu para a construção do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas do Rio de Janeiro. No PSOL desde sua fundação, participa do Núcleo Anticapitalista 1º de Maio.

Eleições

Em 2006, Renato Cinco se candidatou a deputado estadual pelo Estado do Rio de Janeiro. Pautando sua campanha na legalização das drogas, obteve pouco menos de 3 mil votos. Em 2010, se candidatou a deputado federal, conseguindo a primeira suplência da bancada do PSOL na Câmara dos Deputados, com 9.333 votos, apenas atrás do deputado Chico Alencar e do ex-BBB Jean Wyllys.
Cinco_mic_1Em 2012, Renato Cinco foi eleito vereador pelo PSOL no Rio de Janeiro, com 12.498 votos. Desde que assumiu em 2013, seu mandato buscou apoiar as lutas dos trabalhadores e da juventude, como a greve dos profissionais da educação, a Marcha da Maconha e os protestos contra os desmandos da Copa do Mundo. Ao mesmo tempo, o mandato coletivo ecossocialista e libertário expressou no parlamento os interesses dos explorados e oprimidos, ecoando suas demandas e fazendo um contraponto à maioria conservadora que sustenta a gestão de Eduardo Paes.

Para continuar o bom combate, dentro e fora do parlamento, dando nossa modesta contribuição para a transformação social, Renato Cinco precisa do nosso voto e mobilização.

Conheça mais sobre Renato Cinco no nosso site e algumas ações do mandato AQUI[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]