1º de maio, “Dia do Trabalhador”

Compartilhar:

33O próximo domingo é dia de comemoração e luta. O 1º de maio, data tradicional no calendário dos militantes de esquerda, marca as muitas conquistas de direitos e a resistência da classe trabalhadora.

Com a crise econômica, que deixa a vida cada vez mais cara e o salário insuficiente; os ajustes fiscais; os diversos Projetos de Lei em tramitação na Câmara, que visam a retirada de direitos e a garantia dos lucros dos patrões, empresários e banqueiros; impeachment em curso; e setores em greve, o que não faltam são motivos para ocupar as ruas.

O grande ato do 1º de maio será realizado no Parque de Madureira, às 15h, e tem como mote “contra os ajustes fiscais do PT, PMDB e PSDB; contra o impeachment; em apoio à luta dos servidores estaduais”.

Em discurso do plenário nesta quarta-feira (27), Renato Cinco destacou a importância da comemoração do “Dia do Trabalhador”. Aproveitou ainda para divulgar a manifestação e falar um pouco sobre a história da data.

“Todos os direitos trabalhistas – férias, 8h de jornada de trabalho, 13º salário, descanso semanal remunerado – são conquistas dos trabalhadores e das trabalhadora, com greves, mobilizações, jornadas de luta… Enfrentando, muitas vezes, repressões duríssimas, que levavam a assassinatos, a massacres de trabalhadores em manifestações”, afirmou.

Veja o discurso na íntegra:

Evento no facebook

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *